Livros

Leituras Pós Sol da Meia Noite

De acordo com o site da autora Stephenie Meyer, essas são as leituras sugeridas pela mesma para depois de Sol da Meia Noite. A postagem Original segue nesse link.

Primeira indicação é uma série de 6 livros, chamada The Murderbot Diaries de Martha Wells:

É uma série de ficção científica que vai contar sobre um android projetado como uma Unidade de Segurança, que consegue se sobrepor ao seu módulo governador, permitindo-lhe desenvolver a independência, que é usada principalmente para assistir a novelas. À medida que passa mais tempo com alguns humanos atenciosos, começa a desenvolver sentimentos humanos, que lhe são inconvenientes.

The Murderbot Diaries Series by Martha Wells read and download epub, pdf,  fb2, mobi

A próxima sugestão é Um Estranho Sonhador de uma das minhas autoras favoritas Laini Taylor, livro esse que também faz parte de uma série e já foi lançado no Brasil.

O sonho escolhe o sonhador, e não o contrário e Lazlo Estranho, órfão de guerra e bibliotecário júnior, sempre temeu que seu sonho tivesse escolhido mal.

Desde os cinco anos, ele era obcecado pelos mistérios de Lamento, uma cidade mítica perdida. O que aconteceu lá duzentos anos atrás que a separou do restante do mundo? Que tipo de deuses existiam lá e foram mortos pelo Matador de Deuses? Essas respostas o aguardam em Lamento, mas também mais mistérios incluindo a deusa de pele azul que aparece nos sonhos de Lazlo.

Em Seguida temos Deathless Divide, de Justina Ireland sendo esse sequencia do Livro Dread Nation.

“Após a queda de Summerland, Jane McKeene esperava que sua vida ficasse mais simples: saia da cidade, permaneça viva e siga para o oeste, para a Califórnia, para encontrar sua mãe. Mas nada é fácil quando você é uma garota treinada para abater os mortos inquietos, e uma perda devastadora na estrada para uma vila protegida chamada Nicodemus faz Jane questionar tudo que ela pensava que sabia sobre a sobrevivência na América de 1880.”

Como próxima sugestão de leitura temos o livro de estréia da autora Megan Bannen: The Bird and the Blade, que em pesquisa inicial acredito ser livro único. Aqui trouxe apenas parte da sinopse.

” Escrava em Kipchak Khanate, Jinghua perdeu tudo: sua casa, sua família, sua liberdade. . . até que o reino seja conquistado pelas forças inimigas e ela se torne uma conspiradora improvável na fuga do Príncipe Khalaf e seu pai através do vasto Império Mongol.”

Indicação seguinte é O livros dos Mil Dias da autora Shannon Hale, que nos conta a história de  Lady Saren que ficará sete anos trancada em uma torre. O castigo, imposto por seu pai, é uma resposta à sua recusa de casar-se com o noivo escolhido pela família. Mas seu isolamento não será total, uma vez que Dashti, sua fiel criada, voluntariamente se fará prisioneira para servi-la e fazer-lhe companhia. O silêncio voluntário e as lágrimas constantes de Lady Saren tornam-se parte da dinâmica monótona dos dias. As únicas companhias verdadeiras da miserável criada são o gatinho Meu Senhor e as páginas de um diário.

Sinceramente não gostei da capa brasileira, segue abaixo:

Agora observemos outras capas do mesmo livro:

Pulando direto pra nossa penúltima indicação que é Anexos da autora Rainbow Rowell.

“Beth Fremont e Jennifer Scribner-Snyder sabem que alguém está monitorando seus e-mails de trabalho. (Todo mundo na redação sabe. É política da empresa.) Mas elas não conseguem levar isso tão a sério, e continuam trocando e-mails intermináveis e infinitamente hilariantes, discutindo cada aspecto de suas vidas. Enquanto isso, Lincoln O’Neill não consegue acreditar que este é agora o seu trabalho – ler os e-mails de outras pessoas”

Anexos | Amazon.com.br

E a última sugestão de Stephenie Meyer é uma trilogia que já tem seriado chamado as Crônicas de Shannara canceada depois de 2 temporadas. O livro indicado é A Espada de Shannara de Terry Brooks, seguido por As Pedras Élficas de Shannara e A Canção de Shannara

“Há muito tempo as Grandes Guerras do Passado arruinaram o mundo. Vivendo no pacífico Vale Sombrio, o meio-elfo Shea Ohmsford pouco sabe sobre esses conflitos. Mas o Lorde Feiticeiro, que todos julgavam morto, planeja regressar e destruir o mundo para sempre. A única arma capaz de deter esse poder da escuridão é a Espada de Shannara, que pode ser usada somente por um herdeiro legítimo de Shannara. Shea é o último dessa linhagem e é sobre ele que repousam as esperanças de todas as raças. Por isso, quando um aterrorizante Portador da Caveira a serviço do mal voa até o Vale Sombrio, Shea sabe que começará a maior aventura da sua vida.”

Livros

Atnomen – Ariane Soares

Atnomen, da autora Ariane Soares Graphic Novel que descobri por acidente, ou melhor, por indicação do TikTok.

Sinopse: Após a morte de seu Pai, Lena foi deixada sozinha no mundo dos homens, sofrendo nas mãos de um abusivo Ministro da Igreja. Então, um dia, sua vida foi salva por um demônio muito familiar… Ou foi ela que o salvou?

O título Atnomen, vem do Latim “At Nomen” que significa “mas o nome”.

A Graphic ainda está sendo escrita e os episódios são lançados a aprox. cada 15 dias, sempre as Quartas. A autora é Designer e Ilustradora, o Graphic esta disponível no WEBTOONS e TAPAS.

Redes sociais da autora: Instagram @ilustrariane, Tumblr ilustrariane.tumblr.com, Twitter @ilustrariane.

No primeiro capítulo já apaixonei, as ilustrações são bem detalhadas, a história é muito cativante, atrativa, e a autora avança no enredo sem delongas e tem uma energia meio obscura que amei muito.

Não sei se é válido dar nota sendo que a história ainda está sendo escrita mas até o momento…

05 bananinhas
Livros

Com Amor… Andrew

Autor: A.C. Nunes

Lançamento: 2020

Páginas : 65

Gênero- Categoria: Literatura Brasileira/ Noveleta

Sinopse: Contrariando tudo o que acredita, Andrew aceita tocar em um casamento marcado para o Dia dos Namorados. Lá, ele reencontra uma ex-namorada do passado, madrinha da noiva, que simplesmente não se recorda de terem tido um relacionamento um dia. Decidido a fazê-la se lembrar da história deles, ele a leva para revisitar momentos que os dois viveram juntos.

Opinião do Bananas: Inspirado no filme Minhas Adoráveis Ex- namoradas (que já tem inspiração no personagem Scrooge de A Christmas Carol de Charles Dickens).

Com Amor, Andrew é um romance levinho, simples e ótimo pra ler quando não se quer ler nada, a descrição e performance dos personagens masculinos mostra obviamente que foi escrito por uma Mulher, apenas por as figuras masculinas serem colocadas em posições de pensamentos emotivos e diminutivos de si, algo que na realidade não ocorreria da forma como é repassada no livro.

03 bananinhas
Livros

Sob o Sol da Toscana-Frances Mayes

Título Original: Under the Tuscan Sun- at Home in Italy

Autor: Frances Mayes

Lançamento: 1996

Páginas : 304

Tradução: Waldéa Barcellos

Editora: Rocco Coleção L&PM pocket

Gênero- Categoria: Não Ficção/Viagens

Sinopse: Frances Mayes, exímia narradora de viagens e amante da gastronomia, nos apresenta o incrível mundo que descobriu quando comprou e reformou uma casa de campo abandonada no interior da Toscana. Com uma linguagem sensual e evocativa, ela faz com que o leitor a acompanhe à medida que vai descobrindo a beleza e a simplicidade da vida na Itália. Seguindo a tradição de turistas famosos em visita à Toscana, ela refaz passeios de D.H. Lawrence e Henry James, e consulta o poeta Virgílio. Tão talentosa na cozinha quanto ao escrever sobre vinhos e culinária, Mayes também cria dezenas de deliciosas receitas sazonais, todas elas incluídas no livro.

Opinião do Bananas: Um dos livros que mais queria ler, estava a anos na minha lista de leituras e agora fico muito feliz em dizer que minha expectativa foi 100% alcançada.

Sob o Sol da Toscana é quase um diário da autora Frances sobre sua experiência vivendo na Itália. Frances Mayes é uma incrível narradora de viagem, conta com detalhes sabores, cheiros, paisagens fazendo com que você leitor também tenha essa vontade de viajar e experimentar coisas novas e realmente mudar de vida.

A maneira com Frances relata seu cotidiano é completamente imersiva até a forma de agir dos Italianos, de suas expressões e da maneira como usam os gestos como parte das conversas.

Existe um filme desse livro estrelado por Diane Lane de 2003, que foi apenas inspirado na história pois um é bem diferente do outro, no filme, Frances decide após o divórcio viajar sozinha para a Itália e acaba comprando um casarão chamado Bramasole e conta todo o desenrolar de suas aventuras sozinha, sendo que Ed seu segundo marido só aparece no final do filme, já no livro Frances vai pra Itália casada com seu segundo marido Ed e todos os eventos que seguem são diferentes. Mas eu adoro o Filme e amo muito o Livro.

O mais gostoso do livro é que durante a leitura a autora fala muito sobre a culinária Italiana pois ela mesma adora cozinhar, e ao longo do livro aparecem várias receitas maravilhosas que dão água na boca.

O livro é incrível e a Rocco poderia lançar uma nova edição sem ser de bolso.

05 bananinhas
Livros

O amanhã não está à venda -Ailton Krenak

Autor: Ailton Krenak

Lançamento: 2020

Páginas : 22

Editora: Companhia das Letras

Gênero- Categoria: Não Ficção/Entrevista

Sinopse: Há vários séculos que os povos indígenas do Brasil enfrentam bravamente ameaças que podem levá-los à aniquilação total e, diante de condições extremamente adversas, reinventam seu cotidiano e suas comunidades. Quando a pandemia da Covid-19 obriga o mundo a reconsiderar seu estilo de vida, o pensamento de Ailton Krenak emerge com lucidez e pertinência ainda mais impactantes. Em páginas de impressionante força e beleza, Krenak questiona a ideia de “volta à normalidade”, uma “normalidade” em que a humanidade quer se divorciar da natureza, devastar o planeta e cavar um fosso gigantesco de desigualdade entre povos e sociedades. Depois da terrível experiência pela qual o mundo está passando, será preciso trabalhar para que haja mudanças profundas e significativas no modo como vivemos. 

Opinião Do Bananas: Finalizando a primeira leitura de 2021 com o assunto que mais influenciou o ano que passou, a Covid-19 e o que isso trás de mudanças ao cotidiano.

Krenak aponta que se voltarmos a normalidade todos os esforços terão sido em vão, que a pandemia foi um chamado da natureza para revermos nossas ações.

Esse livro foi elaborado a partir de 3 entrevistas realizadas no mês de Abril/2020.

A verdade é que nosso mundo precisava parar, mas ninguém quis assim a natureza decidiu tomar as rédeas e nos obrigou a parar.

“Esse vírus está descriminando a humanidade. Basta olhar em volta. A natureza segue.”

05 bananinhas
Livros

Um Jeito de Recomeçar- Filipe Salomão

Autor: Filipe Salomão

Lançamento: 2019

Páginas : 85

Gênero- Categoria: Ficção

Sinopse: Carolin… desculpe, Carol não sabia mais quem ela era quando encontrou o corpo de seus pais. Carol mudou, Carol teve que mudar mesmo sem querer. A vida fez isso com ela. Carol não estava preparada em seus 20 e poucos anos para tudo isso. Carol errou, errou ao pensar que o passado não iria voltar a atormentá-la. Ainda mais quando esse passado envolve tanto amor. Carol errou ao pensar que o passado não iria a feri-la tanto. Carol talvez tenha errado ao ter esperança. As pessoas que a acolheram e ela só queriam recomeçar.

Opinião do Bananas: Esse livro me deixou frustrada, com raiva e confusa. Você começa a leitura pensando ser uma história de superação, a mocinha sofredora saindo do luto e buscando forças para viver mas… pense suas vezes.

O começo com uma repetição poética como o início de uma nova vida, evolui para uma confusão de pensamentos difusos como se a personagem fosse duas pessoas diferentes em batalha dentro de si, uma buscando felicidade e outra abraçando o luto e a tristeza com uma euforia única e satisfatória. E durante a leitura você dissocia junto com a personagem que se perde na sua própria imagem.

No fim a personagem aceita quem se tornou e absorve essa dualidade perversa.

Claro, temos nossos pontos negativos como situações construídas pela metade, diálogos rasos e momentos forçados mas nada que atrapalhe o desenvolvimento da leitura, eu creio que a dualidade da personagem poderia ter sido abordada de uma forma mais coesa contudo talvez tenha sido objetivo do autor nos deixar com esse sentimento de frustração e confusão assim como a personagem.

Sim, ela achou um Jeito de Recomeçar só não do jeito que imaginávamos…

03 bananinhas

Livros

Canção de Amor – Charlotte Sherman

Título Original: Country Lovesong

Autora: Charlotte Sherman

Lançamento: 1995

Páginas : 122

Tradução: Silvia M. Pomanti

Gênero- Categoria: Romance

Edição: Editora Nova Cultural

Sinopse: Ao retornar para sua cidade natal em Branson, Missouri, a divorciada Kate Duncan assume a posição de colunista de entretenimento, e em uma entrevista com seu ídolo de infância, o famoso cantor sertanejo Tommy Eagle, inicia um escandaloso relacionamento.

Opinião do Bananas: Mais um romance de banca, dessa vez da coleção JULIA, nº 1364. A história é bem simples mas cativante, o tipo de leitura que precisava pra sair da ressaca.

Livro rápido que dá de ler em um dia, um romance com personagens adultos já atingindo sua meia idade e com a vida ganha, assim temos um desenrolar mais acelerado e sem enrolações. A escrita é boa, bem dentro dos padrões e nada se destaca.

02 bananinhas
Livros

Quem é Você, Alasca?- John Green

Título Original: Looking for Alasca

Autora: Jonh Green

Lançamento: 2005 BR: 2010

Páginas : 229

Tradução: Rodrigo Neves

Gênero- Categoria: Romance/ ficção Juvenil

Edição: Editora WMF Martins

Sinopse: Miles Halter é um adolescente fissurado por célebre últimas palavras – e está cansado de sua vidinha segura e sem graça em casa. Vai para uma nova escola à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o ” Grande Talvez”. Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young. Inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, Alasca levará Miles para o seu labirinto e o catapultará em direção ao “Grande Talvez”.

Opinião do Bananas: Eu tenho um relacionamento de amor e ódio com o João Verde, tem livros que não gosto e tem livros que amo mas Quem é você, Alasca é o que mais me deixou confusa, ora amava ora odiava.

O começo é meio monótono, o protagonista Miles cansado da vida, sem rumo, depois conhece um grupo de pessoas bem diferentes entre si e no meio delas a Alasca que tive ranço até o final do livro, personagem muito aleatória, impulsiva, irritante e perdida dentro de si, mas aparentemente foi essa a intenção do autor na construção da Alasca.

Primeiro livro do John Green, foi vencedor do Printz Award, da American Library Association.

A maneira como esse livro me deixou em conflito comigo mesma e minhas opiniões é o motivo dele ser tão bom, a história faz você sentir uma agonia por respostas e conclusões.

” O medo da inércia fez com que ela entrasse num estado perpétuo de movimento”.

“Nada é instantâneo. Duvido que um instante de dor intensa pareça instantâneo”

Agora um adendo sobre essa edição da Martins Fontes, a capa com uma aparência fosca e aveludada ao toque, com todo respeito, que horror viu, a capa é grudenta, fica suja fácil, mancha muito fácil. Horrível.

04 bananinhas
Livros

Sol da Meia Noite- Stephenie Meyer

Título Original: Midnight Sun

Autora: Stephenie Meyer

Lançamento: 2020

Páginas : 736

Tradução: Carolina Rodrigues, Flora Pinheiro, Giu Alonso, Maria Carmelita Dias, Marina Vargas e Viviane Diniz

Gênero- Categoria: Romance

Edição: Editora Intrínseca

Sinopse: Desde que se tornou vampiro, Edward Cullen, considera os humanos seres frágeis e irritantes, Por isso, quando Isabella Swan muda para a chuvosa cidade de Forks, o alvoroço em torno da garota parece inexplicável.

No entanto, Bella é destemida e impetuosa, lançando-se em perigos que despertam em Edward um desejo irreversível e irrefreável. Até conhecê-la, ele nunca tinha se sentido tão humano. Mas será que Edward deve ceder a essa atração avassaladora por Bella, se nem ao menos pode tocá-la?

Opinião do Bananas: Temos muito o que conversar hoje, começando pelo começo: Pra entender todo o alvoroço entorno de Sol da Meia Noite é ideal que leia as postagens que fiz sobre o assunto aqui e aqui.

Ainda teve algum atrito entre os fãs e a editora após a publicação, por que as páginas do novo livro são finas, e sim os livros da saga original são em papel de 75 gr e o novo livro é apenas 58 gr, contudo creio que essa decisão foi bem planejada, pois o livro já tem mais de 700 páginas e se fosse em papel pólen de 75 gr teria ficado muito grosso, ruim de manusear, com facilidade de quebra da lombada e ainda seria muito mais caro, levando em consideração o preço atual de R$ 59,90, então acredito ter sido uma decisão tática bem objetiva.

Link da Amazon para compra do livro: https://amzn.to/3gnAdNl

Sol da Meia Noite é a história dos acontecimentos do livro Crepúsculo na versão do Edward, ou seja, tudo que aconteceu em Crepúsculo sob seu ponto de vista e para que você entenda Sol da Meia Noite é pré requisito que você leia pelo menos Crepúsculo. (Mais sinceramente recomendo que leia todos e na seguinte ordem: Crepúsculo, Sol da Meia Noite, Lua Nova, Eclipse, A breve segunda vida de Bree Tanner e Amanhecer, até porque lendo Sol da Meia Noite você entende eventos ocorridos em Lua Nova).

Nesse livro, somos apresentados a um Edward misterioso e profundamente reflexivo que não tem interesse nenhum nos humanos e apenas após conhecer Bella é que seus sentimentos mudam e esse passa a ter mais entendimento e tato em relação aos humanos e suas emoções.

Para Edward a mente misteriosa de Bella e sua falta de visão sobre ela mesma e suas atitudes altruístas o intrigam. Entendemos as ações tomadas por ele durante toda a história e a forma como isso afeta Bella, vemos que Edward tem consciência de suas atitudes possessivas e super protetoras quase sufocantes, entendemos agora como a mente dele funciona e o quanto ele se crucifica por isso.

Esse livro trás uma visão mais ampla sobre o papel de todos os personagens, inclusive como Alice se torna uma peça chave em toda a história e todas as formas como ela ajuda Edward a evitar a morte da Bella por suas próprias mãos, nos é mostrado com detalhes a importância de Jasper e a extensão maior de seu poder, Esme também se faz mais presente na história com todo o peso de sua representação maternal e finalmente entendemos mais sobre a repulsa de Billy Black para com os Cullens e ainda detalhes do relacionamento de Rosalie e Emmett e o conflito entre Rosalie e Edward com relação a Bella.

Esse livro trás uma visão nova e respostas a questões a tanto tempo feitas, temos uma história mais profunda e detalhada desse universo, e é lançado de forma mais objetiva os conflitos das situações envolvendo esse casal, o que em contra partida em Crepúsculo tudo é voltado ao romance e a maneira exagerada como Bella vê Edward, ou seja, como seu anjo protetor.

A luta de Edward contra si mesmo, seu amor por Bella, a maneira repulsiva que se enxerga e sua impossível sede assassina é a base dessa história, com detalhes maiores sobre suas origens e toda a obscuridade de seus pensamentos, esse livro é em absurdos detalhes todos os pensamentos dele que é a fundamentação de sua habilidade de ler mentes.

“Por um segundo, vi Perséfone com a romã na mão, condenando-se ao submundo. Aquele seria eu? O próprio Hades, cobiçando a Primavera, roubando-a, condenando-a à noite sem fim.”

Esse livro foi aguardado pelos fãs por mais de 10 anos e valeu bastante a espera.

05 bananinhas
Livros

Fim de Verão – Joice Maynard

Título Original: Labor Day

Autora: Joyce Maynard

Lançamento: 2009

Páginas : 221

Tradução: Caroline Chang

Gênero- Categoria: Romance/ Ficção

Edição: Editora Rocco

Sinopse: No final de um verão abrasador, em Nova Hampshire, a vida de Henry e de sua mãe se transforma definitivamente com a chegada de um estranho. Uma história sensível e comovente sobre o crescimento, a natureza do amor e o perdão.

Opinião do Bananas: Joyce Maynard, jornalista e romancista e mãe do ator Wilson Bethel (que fez a série Hart of Dixie). A autora obteve mais atenção em 1998 quando publicou seu livro chamado Abandonada no Campo de Centeio que relata seu romance com o autor J. D. Salinger que escreveu O Apanhador no Campo de Centeio.

O livro Fim de verão foi adaptado para as telas em 2013 com diferente nome: Refém da Paixão, estrelado por Kate Winslet e Josh Brolin (Sim, o Thanos).

A história é linda em sua simplicidade, bem escrita sem enrolações e descrições exacerbadas, a construção de um amor profundo e significativo em 6 dias, semelhante a história do livro as pontes de Madison que foi um amor construído em 4 dias.


“É como a vida: às vezes, a menor coisa acaba sendo a mais importante.”


“Havia uma maneira de ver o mundo em que praticamente tudo que acontecia tinha algum tipo de duplo significado.”

“A melhor droga que existe, acabei entendendo, é o amor.”

05 bananinhas