Livros

Sob o Sol da Toscana-Frances Mayes

Título Original: Under the Tuscan Sun- at Home in Italy

Autor: Frances Mayes

Lançamento: 1996

Páginas : 304

Tradução: Waldéa Barcellos

Editora: Rocco Coleção L&PM pocket

Gênero- Categoria: Não Ficção/Viagens

Sinopse: Frances Mayes, exímia narradora de viagens e amante da gastronomia, nos apresenta o incrível mundo que descobriu quando comprou e reformou uma casa de campo abandonada no interior da Toscana. Com uma linguagem sensual e evocativa, ela faz com que o leitor a acompanhe à medida que vai descobrindo a beleza e a simplicidade da vida na Itália. Seguindo a tradição de turistas famosos em visita à Toscana, ela refaz passeios de D.H. Lawrence e Henry James, e consulta o poeta Virgílio. Tão talentosa na cozinha quanto ao escrever sobre vinhos e culinária, Mayes também cria dezenas de deliciosas receitas sazonais, todas elas incluídas no livro.

Opinião do Bananas: Um dos livros que mais queria ler, estava a anos na minha lista de leituras e agora fico muito feliz em dizer que minha expectativa foi 100% alcançada.

Sob o Sol da Toscana é quase um diário da autora Frances sobre sua experiência vivendo na Itália. Frances Mayes é uma incrível narradora de viagem, conta com detalhes sabores, cheiros, paisagens fazendo com que você leitor também tenha essa vontade de viajar e experimentar coisas novas e realmente mudar de vida.

A maneira com Frances relata seu cotidiano é completamente imersiva até a forma de agir dos Italianos, de suas expressões e da maneira como usam os gestos como parte das conversas.

Existe um filme desse livro estrelado por Diane Lane de 2003, que foi apenas inspirado na história pois um é bem diferente do outro, no filme, Frances decide após o divórcio viajar sozinha para a Itália e acaba comprando um casarão chamado Bramasole e conta todo o desenrolar de suas aventuras sozinha, sendo que Ed seu segundo marido só aparece no final do filme, já no livro Frances vai pra Itália casada com seu segundo marido Ed e todos os eventos que seguem são diferentes. Mas eu adoro o Filme e amo muito o Livro.

O mais gostoso do livro é que durante a leitura a autora fala muito sobre a culinária Italiana pois ela mesma adora cozinhar, e ao longo do livro aparecem várias receitas maravilhosas que dão água na boca.

O livro é incrível e a Rocco poderia lançar uma nova edição sem ser de bolso.

05 bananinhas
Livros

O amanhã não está à venda -Ailton Krenak

Autor: Ailton Krenak

Lançamento: 2020

Páginas : 22

Editora: Companhia das Letras

Gênero- Categoria: Não Ficção/Entrevista

Sinopse: Há vários séculos que os povos indígenas do Brasil enfrentam bravamente ameaças que podem levá-los à aniquilação total e, diante de condições extremamente adversas, reinventam seu cotidiano e suas comunidades. Quando a pandemia da Covid-19 obriga o mundo a reconsiderar seu estilo de vida, o pensamento de Ailton Krenak emerge com lucidez e pertinência ainda mais impactantes. Em páginas de impressionante força e beleza, Krenak questiona a ideia de “volta à normalidade”, uma “normalidade” em que a humanidade quer se divorciar da natureza, devastar o planeta e cavar um fosso gigantesco de desigualdade entre povos e sociedades. Depois da terrível experiência pela qual o mundo está passando, será preciso trabalhar para que haja mudanças profundas e significativas no modo como vivemos. 

Opinião Do Bananas: Finalizando a primeira leitura de 2021 com o assunto que mais influenciou o ano que passou, a Covid-19 e o que isso trás de mudanças ao cotidiano.

Krenak aponta que se voltarmos a normalidade todos os esforços terão sido em vão, que a pandemia foi um chamado da natureza para revermos nossas ações.

Esse livro foi elaborado a partir de 3 entrevistas realizadas no mês de Abril/2020.

A verdade é que nosso mundo precisava parar, mas ninguém quis assim a natureza decidiu tomar as rédeas e nos obrigou a parar.

“Esse vírus está descriminando a humanidade. Basta olhar em volta. A natureza segue.”

05 bananinhas
Livros

Um Jeito de Recomeçar- Filipe Salomão

Autor: Filipe Salomão

Lançamento: 2019

Páginas : 85

Gênero- Categoria: Ficção

Sinopse: Carolin… desculpe, Carol não sabia mais quem ela era quando encontrou o corpo de seus pais. Carol mudou, Carol teve que mudar mesmo sem querer. A vida fez isso com ela. Carol não estava preparada em seus 20 e poucos anos para tudo isso. Carol errou, errou ao pensar que o passado não iria voltar a atormentá-la. Ainda mais quando esse passado envolve tanto amor. Carol errou ao pensar que o passado não iria a feri-la tanto. Carol talvez tenha errado ao ter esperança. As pessoas que a acolheram e ela só queriam recomeçar.

Opinião do Bananas: Esse livro me deixou frustrada, com raiva e confusa. Você começa a leitura pensando ser uma história de superação, a mocinha sofredora saindo do luto e buscando forças para viver mas… pense suas vezes.

O começo com uma repetição poética como o início de uma nova vida, evolui para uma confusão de pensamentos difusos como se a personagem fosse duas pessoas diferentes em batalha dentro de si, uma buscando felicidade e outra abraçando o luto e a tristeza com uma euforia única e satisfatória. E durante a leitura você dissocia junto com a personagem que se perde na sua própria imagem.

No fim a personagem aceita quem se tornou e absorve essa dualidade perversa.

Claro, temos nossos pontos negativos como situações construídas pela metade, diálogos rasos e momentos forçados mas nada que atrapalhe o desenvolvimento da leitura, eu creio que a dualidade da personagem poderia ter sido abordada de uma forma mais coesa contudo talvez tenha sido objetivo do autor nos deixar com esse sentimento de frustração e confusão assim como a personagem.

Sim, ela achou um Jeito de Recomeçar só não do jeito que imaginávamos…

03 bananinhas

Livros

Canção de Amor – Charlotte Sherman

Título Original: Country Lovesong

Autora: Charlotte Sherman

Lançamento: 1995

Páginas : 122

Tradução: Silvia M. Pomanti

Gênero- Categoria: Romance

Edição: Editora Nova Cultural

Sinopse: Ao retornar para sua cidade natal em Branson, Missouri, a divorciada Kate Duncan assume a posição de colunista de entretenimento, e em uma entrevista com seu ídolo de infância, o famoso cantor sertanejo Tommy Eagle, inicia um escandaloso relacionamento.

Opinião do Bananas: Mais um romance de banca, dessa vez da coleção JULIA, nº 1364. A história é bem simples mas cativante, o tipo de leitura que precisava pra sair da ressaca.

Livro rápido que dá de ler em um dia, um romance com personagens adultos já atingindo sua meia idade e com a vida ganha, assim temos um desenrolar mais acelerado e sem enrolações. A escrita é boa, bem dentro dos padrões e nada se destaca.

02 bananinhas
Livros

Quem é Você, Alasca?- John Green

Título Original: Looking for Alasca

Autora: Jonh Green

Lançamento: 2005 BR: 2010

Páginas : 229

Tradução: Rodrigo Neves

Gênero- Categoria: Romance/ ficção Juvenil

Edição: Editora WMF Martins

Sinopse: Miles Halter é um adolescente fissurado por célebre últimas palavras – e está cansado de sua vidinha segura e sem graça em casa. Vai para uma nova escola à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o ” Grande Talvez”. Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young. Inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, Alasca levará Miles para o seu labirinto e o catapultará em direção ao “Grande Talvez”.

Opinião do Bananas: Eu tenho um relacionamento de amor e ódio com o João Verde, tem livros que não gosto e tem livros que amo mas Quem é você, Alasca é o que mais me deixou confusa, ora amava ora odiava.

O começo é meio monótono, o protagonista Miles cansado da vida, sem rumo, depois conhece um grupo de pessoas bem diferentes entre si e no meio delas a Alasca que tive ranço até o final do livro, personagem muito aleatória, impulsiva, irritante e perdida dentro de si, mas aparentemente foi essa a intenção do autor na construção da Alasca.

Primeiro livro do John Green, foi vencedor do Printz Award, da American Library Association.

A maneira como esse livro me deixou em conflito comigo mesma e minhas opiniões é o motivo dele ser tão bom, a história faz você sentir uma agonia por respostas e conclusões.

” O medo da inércia fez com que ela entrasse num estado perpétuo de movimento”.

“Nada é instantâneo. Duvido que um instante de dor intensa pareça instantâneo”

Agora um adendo sobre essa edição da Martins Fontes, a capa com uma aparência fosca e aveludada ao toque, com todo respeito, que horror viu, a capa é grudenta, fica suja fácil, mancha muito fácil. Horrível.

04 bananinhas
Livros

Sol da Meia Noite- Stephenie Meyer

Título Original: Midnight Sun

Autora: Stephenie Meyer

Lançamento: 2020

Páginas : 736

Tradução: Carolina Rodrigues, Flora Pinheiro, Giu Alonso, Maria Carmelita Dias, Marina Vargas e Viviane Diniz

Gênero- Categoria: Romance

Edição: Editora Intrínseca

Sinopse: Desde que se tornou vampiro, Edward Cullen, considera os humanos seres frágeis e irritantes, Por isso, quando Isabella Swan muda para a chuvosa cidade de Forks, o alvoroço em torno da garota parece inexplicável.

No entanto, Bella é destemida e impetuosa, lançando-se em perigos que despertam em Edward um desejo irreversível e irrefreável. Até conhecê-la, ele nunca tinha se sentido tão humano. Mas será que Edward deve ceder a essa atração avassaladora por Bella, se nem ao menos pode tocá-la?

Opinião do Bananas: Temos muito o que conversar hoje, começando pelo começo: Pra entender todo o alvoroço entorno de Sol da Meia Noite é ideal que leia as postagens que fiz sobre o assunto aqui e aqui.

Ainda teve algum atrito entre os fãs e a editora após a publicação, por que as páginas do novo livro são finas, e sim os livros da saga original são em papel de 75 gr e o novo livro é apenas 58 gr, contudo creio que essa decisão foi bem planejada, pois o livro já tem mais de 700 páginas e se fosse em papel pólen de 75 gr teria ficado muito grosso, ruim de manusear, com facilidade de quebra da lombada e ainda seria muito mais caro, levando em consideração o preço atual de R$ 59,90, então acredito ter sido uma decisão tática bem objetiva.

Link da Amazon para compra do livro: https://amzn.to/3gnAdNl

Sol da Meia Noite é a história dos acontecimentos do livro Crepúsculo na versão do Edward, ou seja, tudo que aconteceu em Crepúsculo sob seu ponto de vista e para que você entenda Sol da Meia Noite é pré requisito que você leia pelo menos Crepúsculo. (Mais sinceramente recomendo que leia todos e na seguinte ordem: Crepúsculo, Sol da Meia Noite, Lua Nova, Eclipse, A breve segunda vida de Bree Tanner e Amanhecer, até porque lendo Sol da Meia Noite você entende eventos ocorridos em Lua Nova).

Nesse livro, somos apresentados a um Edward misterioso e profundamente reflexivo que não tem interesse nenhum nos humanos e apenas após conhecer Bella é que seus sentimentos mudam e esse passa a ter mais entendimento e tato em relação aos humanos e suas emoções.

Para Edward a mente misteriosa de Bella e sua falta de visão sobre ela mesma e suas atitudes altruístas o intrigam. Entendemos as ações tomadas por ele durante toda a história e a forma como isso afeta Bella, vemos que Edward tem consciência de suas atitudes possessivas e super protetoras quase sufocantes, entendemos agora como a mente dele funciona e o quanto ele se crucifica por isso.

Esse livro trás uma visão mais ampla sobre o papel de todos os personagens, inclusive como Alice se torna uma peça chave em toda a história e todas as formas como ela ajuda Edward a evitar a morte da Bella por suas próprias mãos, nos é mostrado com detalhes a importância de Jasper e a extensão maior de seu poder, Esme também se faz mais presente na história com todo o peso de sua representação maternal e finalmente entendemos mais sobre a repulsa de Billy Black para com os Cullens e ainda detalhes do relacionamento de Rosalie e Emmett e o conflito entre Rosalie e Edward com relação a Bella.

Esse livro trás uma visão nova e respostas a questões a tanto tempo feitas, temos uma história mais profunda e detalhada desse universo, e é lançado de forma mais objetiva os conflitos das situações envolvendo esse casal, o que em contra partida em Crepúsculo tudo é voltado ao romance e a maneira exagerada como Bella vê Edward, ou seja, como seu anjo protetor.

A luta de Edward contra si mesmo, seu amor por Bella, a maneira repulsiva que se enxerga e sua impossível sede assassina é a base dessa história, com detalhes maiores sobre suas origens e toda a obscuridade de seus pensamentos, esse livro é em absurdos detalhes todos os pensamentos dele que é a fundamentação de sua habilidade de ler mentes.

“Por um segundo, vi Perséfone com a romã na mão, condenando-se ao submundo. Aquele seria eu? O próprio Hades, cobiçando a Primavera, roubando-a, condenando-a à noite sem fim.”

Esse livro foi aguardado pelos fãs por mais de 10 anos e valeu bastante a espera.

05 bananinhas
Livros

Fim de Verão – Joice Maynard

Título Original: Labor Day

Autora: Joyce Maynard

Lançamento: 2009

Páginas : 221

Tradução: Caroline Chang

Gênero- Categoria: Romance/ Ficção

Edição: Editora Rocco

Sinopse: No final de um verão abrasador, em Nova Hampshire, a vida de Henry e de sua mãe se transforma definitivamente com a chegada de um estranho. Uma história sensível e comovente sobre o crescimento, a natureza do amor e o perdão.

Opinião do Bananas: Joyce Maynard, jornalista e romancista e mãe do ator Wilson Bethel (que fez a série Hart of Dixie). A autora obteve mais atenção em 1998 quando publicou seu livro chamado Abandonada no Campo de Centeio que relata seu romance com o autor J. D. Salinger que escreveu O Apanhador no Campo de Centeio.

O livro Fim de verão foi adaptado para as telas em 2013 com diferente nome: Refém da Paixão, estrelado por Kate Winslet e Josh Brolin (Sim, o Thanos).

A história é linda em sua simplicidade, bem escrita sem enrolações e descrições exacerbadas, a construção de um amor profundo e significativo em 6 dias, semelhante a história do livro as pontes de Madison que foi um amor construído em 4 dias.


“É como a vida: às vezes, a menor coisa acaba sendo a mais importante.”


“Havia uma maneira de ver o mundo em que praticamente tudo que acontecia tinha algum tipo de duplo significado.”

“A melhor droga que existe, acabei entendendo, é o amor.”

05 bananinhas
Livros

O que significam as capas da saga Crepúsculo?

Sempre admiramos capas de livros mas nem sempre descobrimos seu significado. Esse é o caso das capas dos livros da saga Crepúsculo da autora Stephenie Meyer. Lembrando que essas informações em sua maioria foram retiradas do livro: Crepúsculo – Guia Oficial Ilustrado da Série escrito pela própria Stephenie Meyer.

Começando pelo começo, temos Crepúsculo:

A maçã é representativo do conhecimento que Bella tem sobre o bem e o mal, e das escolhas que ela faz, bem como do amor proibido da Bella e do Edward, tanto que no começo do livro há a passagem de Gênesis 2:17.

Em segundo temos Lua Nova, temos uma Tulipa perdendo uma pétala que é a representação da perda que Bella sofre quando o Edward a abandona. Também simboliza as lágrimas da Bella e a gota de sangue do corte de papel que levou a decisão do Edward.

O terceiro livro é Eclipse, com a imagem de uma fita de cetim quase partida quase um laço desfeito. Assim mostrando a dificuldade que a Bella tem em cortar laços com o mundo humano.

O spin off, A segunda Breve vida de Bree Tanner, representada por uma ampulheta contando seus momentos finais é exatamente o contexto desse livro, que tanto a vida vampiresca quanto a humana de Bree Tanner terminaram rápido demais. A vida humana de Bree Tanner foi finalizada quando ela tinha 16 anos e a vida vampiresca foi brutalmente encerrada pouco tempo depois de ser transformada.

No Quarto livro temos um tabuleiro de Xadrez com um peão ao fundo e a Rainha na frente, as duas peças representam Bella e sua evolução durante a Saga, o Peão é a Bella no começo da história, insignificante, fraca exatamente como a Bella se sente no primeiro livro e ela se torna a Rainha a peça mais importante, mais forte e a que protege todos.

A versão de Edward, Sol da meia noite, mostra uma fruta Romã cortada ao meio e pingando. A Romã é uma fruta associada a Mitologia Grega, principalmente a história de Hades e Perséfone pois ao sequestrar Perséfone, Hades lhe deu sementes de Romã pra comer porém, quem come ou bebe no submundo fica trancado lá para sempre, mas como Perséfone havia comido apenas 6 sementes ela fica no submundo apenas por 6 meses e os outros 6 meses ela volta pra sua Mãe Deméter. Aqui cortada ao meio representa que para Bella fazer parte de seu mundo ele deve dar parte dele, mas Edward sempre se considerou sem alma, um ser impuro por isso as gotas pingando pois ele sofreu ao fazer isso e no momento em que ela entrasse em sua vida ela também se tornaria impura e presa no seu mundo. A fruta cortada ao meio também se assemelha as câmaras de um coração reforçando assim a teoria de seu sofrimento com as gotas vermelhas pingando da fruta.

Livros

A Volta ao Mundo Em 80 Dias – Júlio Verne

Título Original: Le Tour du Monde en 80 Jours

Autora: Jules Verne

Lançamento: 1872

Páginas : 255

Gênero- Categoria: Romance de aventura.

Edição: A edição que possuo é de 2003 pela editora RBA Coleccionables.

Sinopse: A obra retrata a tentativa do cavalheiro inglês Phileas Fogg e seu valete, Passepartout, de dar a volta ao mundo em 80 dias.

Opinião do Bananas: O Livro fala exatamente do que tem no título, contudo há reviravoltas imprevisíveis, que não deixam a leitura ficar monótona. A leitura é divertida e o final é bem animador.

A história é contada sobre um pacato e metódico cavalheiro e seu escudeiro que partem em uma aposta de dar a volta ao mundo em apenas 80 dias, mas ao mesmo tempo eles são seguidos por um investigador que acha que Phileas Fogg é um ladrão de Banco e tudo deixa a história ainda mais interessante.

Porém senti em alguns momentos um cansaço na leitura que não tem haver com a história e sim com a junção de ressaca literária e a edição ser escrita em Português de Portugal que me confundia um pouco mas não atrapalhava a leitura só deixava mais lenta.

05 bananinhas
Livros

Novel Cat App

Testei por alguns dias esse Aplicativo de Leitura, e minha impressões foram misturadas.

A estrutura do aplicativo é bem legal, a página do livro escolhido ocupa a tela toda como um leitor digital comum, boa distância entre as linhas, fácil leitura, com demarcação de capítulos pra você sempre saber onde parou na leitura, livros aparentemente originais, não consegui localizar em outro lugar alguns dos livros apenas no Novel Cat.

Pontos negativos, se você quiser fazer a leitura gratuita você tem que realizar tarefas e ganhar coins (moedas) que nem sempre dá pra liberar o próximo capítulo “comprar”, o aplicativo é todo em Inglês inclusive as histórias, não mostra o nome do autor do livro e você pode pagar, comprar os livros pra poder liberar sem ter a raiva de realizar tarefas até por que é muito difícil pra ganhar as moedas.

O livro que eu escolhi ler chama, I am Not Her, daria um bom dorama, mas não consegui ler todo pois me faltou paciência tendo em vista que tive de fazer 3 contas para poder ler. Outra desvantagem é que não tem opção pra você cancelar a conta que fez só sair do aplicativo e desinstalar, as traduções são ruins e é fácil encontrar erros na leitura.

Você acaba caindo na tentação de baixar o App por que aparece propagandas do mesmo no Facebook com uns 3 capítulos pra ler daí a história começa a te interessar e a curiosidade do leitor ataca.

Sinceramente foi perda de tempo. Não recomendo.