Filmes

Maratonando: Divergente

Divergente é uma trilogia baseada nos livros da autora Veronica Roth.

Com elenco principal composto por Shailene Woodley, Theo James, Miles Teller, Ansel Elgort, Zoë Kravitz, Maggie Q, Naomi Watts, Jeff Daniels, Octavia Spencer, Kate Winslet, e Bill Skarsgård .

Ordem do Filmes:

1º DIVERGENTE

Título Original: Divergent

Lançamento: 2014

Duração: 2 horas e 12 minutos aprox.

Diretor:  Neil Burger

Sinopse: Na futurística Chicago, quando a adolescente Beatrice completa 16 anos ela tem que escolher entre as diferentes facções que a cidade está dividida. Elas são cinco e cada uma representa um valor diferente, como honestidade, generosidade e coragem. Beatrice surpreende a todos e até a si mesma quando decide pela facção dos destemidos, diferente da família. Ao entrar para a Audácia ela torna-se Tris e entra numa jornada para afastar seus medos e descobrir quem é de verdade. Além disso conhece Quatro, rapaz experiente que consegue intrigá-la e encantá-la ao mesmo tempo. (via: adoro cinema)

Trailer:

2º INSURGENTE

Título Original: Insurgent

Lançamento: 2015

Duração: 1 horas e 48 minutos aprox.

Diretor:  Robert Schwentke

Sinopse: Tris e Quatro agora são fugitivos e procurados por Jeanine Matthews, líder da Erudição. Em busca de respostas e assombrados por prévias escolhas, o casal enfrentará inimagináveis desafios enquanto tentam descobrir a verdade sobre o mundo em que vivem.( via: adoro cinema)

Trailer:

3º CONVERGENTE

Título Original: Allegiant

Lançamento: 2016

Duração: 1 horas e 49 minutos aprox.

Diretor:  Robert Schwentke

Sinopse: Após a mensagem de Edith Prior ser revelada, Tris, Quatro, Caleb, Peter, Christina e Tori deixam Chicago para descobrir o que há além da cerca. Ao chegarem lá, eles descobrem a existência de uma nova sociedade.( via: adoro cinema)

Trailer:

Sinceramente apesar de odiar dizer isso os filmes são melhores que os livros, mudaram bastante a história e deram um final razoavelmente satisfatório. Os efeitos são muito bons, o aspecto geral dos filmes são ótimos.

Duração total da maratona sem somar os crédito finais: 5 horas e 9 minutos aproximadamente.

 

Livros

Trilogia: Delírio, Pandemônio e Réquiem – Lauren Oliver

Delírio

Título Original: Delirium

Autora: Lauren Oliver

Lançamento: 2012

Tradução: Rita Sussekind

Páginas: 336

Gênero: Romance Americano, Distopia, Ficção Americana

Editora: Intrínseca

Sinopse: Muito tempo atrás, não se sabia que o amor é a pior de todas as doenças. Uma vez instalado na corrente sanguínea, não há como contê-lo. Agora a realidade é outra. A ciência já é capaz de erradicá-lo, e o governo obriga que todos os cidadãos sejam curados ao completar dezoito anos. Lena Haloway está entre os jovens que esperam ansiosamente esse dia. Viver sem a doença é viver sem dor: sem arrebatamento, sem euforia, com tranquilidade e segurança. Depois de curada, ela será encaminhada pelo governo para uma faculdade e um marido lhe será designado. Ela nunca mais precisará se preocupar com o passado que assombra sua família. Lena tem plena confiança de que as imposições das autoridades, como a intervenção cirúrgica, o toque de recolher e as patrulhas-surpresa pela cidade, existem para proteger as pessoas. Faltando apenas algumas semanas para o tratamento, porém, o impensado acontece: Lena se apaixona. Os sintomas são bastante conhecidos, não há como se enganar — mas, depois de experimentá-los, ela ainda escolheria a cura?

Pandemônio

LIVRO 2

Título Original: Pandemonium

Autora: Lauren Oliver

Lançamento: 2013

Tradução: Regiane Winarski

Páginas: 304

Gênero: Romance Americano, Distopia, Ficção Americana

Editora: Intrínseca

Sinopse: Duas realidades, duas Lenas, diferentes ameaças. Antes e agora. Dividida entre o passado — Alex, a luta pela sobrevivência na Selva — e o presente, no qual crescem as sementes de uma violenta revolução, Lena terá que lutar contra um sistema cada vez mais repressor, sem, porém, se transformar em um zumbi: modo como os Inválidos se referem aos curados. Não importa o quanto o governo tema as emoções: pouco a pouco a sociedade se incendeia pelas faíscas da revolta, vindas de todos os lugares… inclusive de dentro.

Réquiem

LIVRO 3

Título Original: Requiem

Autora: Lauren Oliver

Lançamento: 2014

Tradução: Regiane Winarski

Páginas: 304

Gênero: Romance Americano, Distopia, Ficção Americana

Editora: Intrínseca

Sinopse: No desfecho surpreendente e eletrizante da série Delírio, não se pode mais ignorar a revolução: ela tomou o país, suas cidades e sua população. Os Inválidos crescem a cada dia, e o conflito final se aproxima. Lena agora está do lado deles, mas não são apenas os ataques dos reguladores que ela precisa enfrentar. O retorno de Alex, que ela pensou que estivesse morto, e o reencontro com Hana, que foi pareada com o futuro prefeito e leva uma vida confortável, tumultuam ainda mais seus pensamentos. Em Réquiem, Lauren Oliver mostra que a revolução é um caminho sem volta, assim como a liberdade.

Opinião do Bananas: Aqui temos uma sociedade que considera o Amor uma doença e quando completa-se 18 anos você passa por uma ‘intervenção’, procedimento este que lhe fornece uma cura para o amor, depois disso sua vida é completamente montada , é determinado com quem vais casar, onde é e o que você vai estudar, se vai ou não trabalhar e onde.

Ouvi e li muito sobre essa trilogia, tanto coisas boas quanto ruins quem gosta, ama e quem não gosta odeia, sem meio termo.

Eu particularmente gostei de toda a história, porém confesso que alguns momentos senti que faltava algo na trama.

O 1º livro tem uma leitura rápida, com uma boa apresentação dos personagens.

O 2º livro já é um tanto arrastado, talvez devido os capítulos serem divididos em “antes” e “agora” intercalando entre cenas do passado e cenas atuais devido o “agora” se passar um tempo após o ocorrido no primeiro livro.

O 3º livro considero um dos mais chatos, nesses os capítulos são separados entre Hana (melhor amiga de Lena) e da Lena, mostrando as diferenças entre a vida das duas.

Considero que ambos as personagens amadureceram muito ao longo da história.

Algumas opiniões que li foram referentes ao final de Réquiem, mencionando ter ficado sem sentido e sem respostas, porém gostei muito do final por que apesar de não ser definitivo, um feliz para sempre, mostra o início de uma grande revolução, ou seja, o feliz para sempre vai demorar a acontecer mas sabemos que tudo esta encaminhado para boa conclusão e sim no final ela fica com o Alex.

“Eu amo você. Lembre-se. Eles não podem tirar isso de nós”

Sobre as capas… Edições metálicas, ficam lindas na estante, belos detalhes na fonte da capa, o ponto negativo é que são ruins para tirar foto por causa do brilho e reflexo e ainda mancham e perdem a cor logo, ficando com a aparência velha e gasta.

Outras Edições: 

As mais feias: (Não suporto capa com foto de modelos, tanto de rosto quanto de corpo inteiro. Fica parecendo uma fotografia comum e por vezes mal montada).As capas metálicas tem um rosto a mostra mas há uma arte por cima e outros detalhes que eliminam esse visual de fotografia comum.

As mais bonitas: 

Um detalhe adicional:

Seriado Delirium

A HULU (um site de vídeo sob demanda) tipo uma mistura de Netflix com Youtube, realizou um projeto para a serie, elaborando um episódio piloto que por sua vez não foi comprado ou seja, a serie foi cancelada no primeiro episódio. O episódio tem 43 minutos e acredito não estar disponível oficialmente.

Essa tentativa frustrada datou se em 2013, escrita por Karyn Usher e dirigido por Rodrigo Garcia.

Eu assisti a esse episódio e detestei..

A escolha de atores foi razoável, porém para o ator que interpretaria Alex acredito que existam melhores escolhas.

Eu detestei por tentarem encaixar informação demais no episódio e o pior erro de todos: ELE ALTERARAM O CONTEXTO. Odeio quando fazem isso, mudam a história, mudam falas, personagens e tudo fica tão diferente que acaba não encaixando direito. Eles tentaram avançar muito na história, ficou meio sem nexo. A colocação dos personagens ficou diferente. Nossa, sério. Ainda bem que não foi aprovada por que seria uma decepção para os fãs da trilogia.

Segue trailer. Sim a Emma Roberts está no elenco.

03 bananinhas somente por causa da trilogia, a serie foi um desastre…

Livros

PUBLIQUE SEU CONTO SOBRE O FIM DO MUNDO NO LIVRO “EXTREMO”!

extremo_capa

 

Se você tem uma ideia legal para escrever um conto sobre o fim do mundo, chegou a oportunidade para publicá-lo em um livro!. 

Você pode participar da coletânea EXTREMO – CONTOS SOBRE O FIM DO MUNDO, organizada pelo escritor Alex Mir.

Qualquer pessoa pode participar. Para submeter um texto à avaliação, basta acessar o site da editora www.andross.com.br

O prazo para recebimento de textos vai até 30 de abril de 2017 e o lançamento será em outubro de 2017, no evento Livros em Pauta.

SINOPSE: O fim está próximo. E essa não é apenas uma frase em uma placa, exibida pelas ruas por um ancião de fala desconexa. É muito mais do que isso. Aquela notícia de uma intervenção militar, de pessoas se atacando nas ruas, de um meteoro passando próximo à Terra, de um possível tsunami, de terremotos castigando várias cidades, erupções vulcânicas… pode ser o início da extinção de tudo aquilo que construímos ao longo dos milênios. Os visionários autores deste livro levam as palavras ao extremo para alertar a humanidade sobre aquilo que ela teme há tempos: o fim do mundo.

Essa é sua oportunidade de se tornar um escritor!

Livros

Participe do livro SEDE – CONTOS DISTÓPICOS SOBRE UM FUTURO SEM ÁGUA – Inscrições abertas para o envio de textos.

“Até 31 de dezembro de 2014, a Andross Editora estará recebendo contos pós-apocalípticos em que a humanidade sofre com a escassez da água”
 

A Andross Editora está recebendo contos de novos escritores para publicação no livro “Sede – Contos distópicos sobre um futuro sem água ”, a ser lançado em maio de 2015 no evento Livros em Pauta.

Qualquer pessoa pode participar. Basta acessar o site www.andross.com.br, ler o regulamento de participação e submeter seu texto à avaliação. As inscrições vão até 31 de dezembro de 2014.

Paola Giometti
























“A recente crise da água em São Paulo nos fez pensar em como seria um futuro onde esse item essencial à sobrevivência se tornasse escasso. Existem filmes em que outros itens essenciais à sociedade se tornaram raridade, como terra, em Waterworld, e gasolina, em Mad Max. Mas histórias em que o mais básico à sobrevivência fosse o que mais faz falta, isso a gente ainda não viu por aí”, explica Paola Giometti, a organizadora do livro. “Queremos tramas que explorem todas as dificuldades que uma sociedade sofreria, como economia, criação de animais, agricultura, criminalidade… É claro que em contos é difícil contemplar todos esses aspectos. Portanto, esperamos receber contos que se foquem em um ou dois deles”, completa.

 SINOPSE DO LIVRO:
2013: o clima seco além do normal não chamou atenção do governo.
2014: com menos de 3% de capacidade do reservatório de água da capital paulista, o governo declarou que está tudo sob controle.
2017: a água quase desapareceu das regiões sudeste e nordeste do país, com uma parcela pequena de pessoas com acesso a ela.
2049: a população brasileira caiu vertiginosamente para 8%.
O ano atual é 2065. A falta de um recurso tão essencial nivelou pobres e ricos em uma única categoria: sobreviventes. A conhecida frase da ficção “em um futuro não muito distante” nunca foi tão aterrorizante.

SERVIÇO: 
Livro:Sede – Contos distópicos sobre um futuro sem água” 
Organização: Paola Giometti
Envio do texto: até 31/12/2014
Lançamento: Maio de 2015 (no evento Livros Em Pauta
Regulamento: no site http://www.andross.com.br 
Realização: Andross Editora