Livros

Divergente, Insurgente e Convergente -Veronica Roth

Autora: Veronica Roth

Lançamento: 2011

Páginas : 502

Título Original: Divergent

Tradução: Lucas Peterson

Gênero- Categoria: Literatura infanto-juvenil/Distopia

Editora: Rocco

Sinopse: Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto. A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.

Autora: Veronica Roth

Lançamento: 2012

Páginas : 511

Título Original: Insurgent

Tradução: Lucas Peterson

Gênero- Categoria: Literatura infanto-juvenil/Distopia

Editora: Rocco

Sinopse: As facções estão desmoronando. E Beatrice Prior tem que arcar com as consequências de suas escolhas. Em Insurgente, a jovem Tris tenta salvar aqueles que ama – e a própria vida – enquanto lida com questões como mágoa e perdão, identidade e lealdade, política e amor.

Autora: Veronica Roth

Lançamento: 2013

Páginas : 526

Título Original: Allegiant

Tradução: Lucas Peterson

Gênero- Categoria: Literatura infanto-juvenil/Distopia

Editora: Rocco

Sinopse:  A sociedade baseada em facções, na qual Tris Prior acreditara um dia, desmoronou – destruída pela violência e por disputas de poder, marcada pela perda e pela traição. Em Convergente, o poderoso desfecho da trilogia de Veronica Roth iniciada com Divergente e Insurgente, a jovem será posta diante de novos desafios e mais uma vez obrigada a fazer escolhas que exigem coragem, fidelidade, sacrifício e amor.

Opinião do Bananas: O primeiro livro foi muito bom, porém os seguintes nem tanto. O Plot Twist da trilogia parece forçado demais, como se a autora tivesse criado o restante da história depois do sucesso do primeiro livro.

O segundo livro foi o que menos gostei.

Apesar da trilogia ter desandado há momentos interessantes, que seguram tua atenção como a explicação genética no terceiro livro e os diários da mãe da Tris, como cenas cheias de emoção como o final em que todos descem na tirolesa em homenagem a Tris.

O final é decepcionante, poderia ter sido melhor trabalhado mas creio que foi outra tentativa da autora de finalizar a trilogia, amarar as pontas. Talvez tenham notado que o público não estavam mais gostando da história.

” Só mais um beijo, uma palavra, um olhar, só mais um.”

03 bananinhas