Livros

O que significam as capas da saga Crepúsculo?

Sempre admiramos capas de livros mas nem sempre descobrimos seu significado. Esse é o caso das capas dos livros da saga Crepúsculo da autora Stephenie Meyer. Lembrando que essas informações em sua maioria foram retiradas do livro: Crepúsculo – Guia Oficial Ilustrado da Série escrito pela própria Stephenie Meyer.

Começando pelo começo, temos Crepúsculo:

A maçã é representativo do conhecimento que Bella tem sobre o bem e o mal, e das escolhas que ela faz, bem como do amor proibido da Bella e do Edward, tanto que no começo do livro há a passagem de Gênesis 2:17.

Em segundo temos Lua Nova, temos uma Tulipa perdendo uma pétala que é a representação da perda que Bella sofre quando o Edward a abandona. Também simboliza as lágrimas da Bella e a gota de sangue do corte de papel que levou a decisão do Edward.

O terceiro livro é Eclipse, com a imagem de uma fita de cetim quase partida quase um laço desfeito. Assim mostrando a dificuldade que a Bella tem em cortar laços com o mundo humano.

O spin off, A segunda Breve vida de Bree Tanner, representada por uma ampulheta contando seus momentos finais é exatamente o contexto desse livro, que tanto a vida vampiresca quanto a humana de Bree Tanner terminaram rápido demais. A vida humana de Bree Tanner foi finalizada quando ela tinha 16 anos e a vida vampiresca foi brutalmente encerrada pouco tempo depois de ser transformada.

No Quarto livro temos um tabuleiro de Xadrez com um peão ao fundo e a Rainha na frente, as duas peças representam Bella e sua evolução durante a Saga, o Peão é a Bella no começo da história, insignificante, fraca exatamente como a Bella se sente no primeiro livro e ela se torna a Rainha a peça mais importante, mais forte e a que protege todos.

A versão de Edward, Sol da meia noite, mostra uma fruta Romã cortada ao meio e pingando. A Romã é uma fruta associada a Mitologia Grega, principalmente a história de Hades e Perséfone pois ao sequestrar Perséfone, Hades lhe deu sementes de Romã pra comer porém, quem come ou bebe no submundo fica trancado lá para sempre, mas como Perséfone havia comido apenas 6 sementes ela fica no submundo apenas por 6 meses e os outros 6 meses ela volta pra sua Mãe Deméter. Aqui cortada ao meio representa que para Bella fazer parte de seu mundo ele deve dar parte dele, mas Edward sempre se considerou sem alma, um ser impuro por isso as gotas pingando pois ele sofreu ao fazer isso e no momento em que ela entrasse em sua vida ela também se tornaria impura e presa no seu mundo. A fruta cortada ao meio também se assemelha as câmaras de um coração reforçando assim a teoria de seu sofrimento com as gotas vermelhas pingando da fruta.

Filmes · Livros

Crepúsculo: LIVRO VS. FILME

Sem título

Vamos à sinopse: “Quando Isabella Swan se muda para a melancólica cidade de Forks e conhece o misterioso e atraente Edward Cullen, sua vida dá uma guinada emocionante e apavorante. Com corpo de atleta, olhos dourados, voz hipnótica e dons sobrenaturais, Edward é ao mesmo tempo irresistível e impenetrável. Até então, ele tem conseguido ocultar sua verdadeira identidade, mas Bella está decidida a descobrir seu segredo sombrio”.

Opinião sobre:

O Livro: Adoro, perfeita história boba de romance, mas é apaixonante (Li o livro em umas 18 horas mais ou menos. Exato! Não dormi até terminar).

O Filme: Horrível, péssimos efeitos especiais (quando os vampiros correm, por exemplo), falas e cenas que não existem no livro (ex.: cena do beijo na cama – não foi na cama-, a fala –macaco aranha- não existe no livro, etc, etc).

Enfim quando assisti o filme me decepcionei muito, o livro tinha tudo pra ser um bom filme.

Coisas que realmente me incomodaram:

  1. A cena da Bella chegando à escola nova foi completamente diferente do livro e foi ridícula;
  2. Cadê a cena da tipagem sanguínea?!  Em que a Bella desmaia, o Edward carrega ela nos braços e é quando a Bella ouve a música “Clair de Lune”.
  3. A cena no restaurante em Port Angeles que o Edward fala pra Bella em sequencia o que todos no restaurante estavam pensando “dinheiro, sexo, dinheiro, sexo, gato” é ridícula, extremamente boba e novamente NÃO TAVA NO LIVRO!!!  Ele conversa com ela e acaba contando que consegue ler mentes foi assim que ele achou a Bella em Port Angeles.
  4. Ele não saiu de dentro do carro quando salvou a Bella dos vagabundos/perseguidores.
  5. Ele conta pra Bella que ele é um vampiro dentro do carro (e não na floresta) voltando do restaurante em Port Angeles por causa de varias perguntas que ela faz pra ele durante o trajeto.
  6. Edward na luz do Sol é descrito: “Na luz o Sol, Edward era chocante… Sua pele, branca… literalmente faiscava, como se milhares de diamantes pequenininhos estivessem incrustados na superfície”.

Isso são diamantes:

page

Isso não parece uma pele incrustada de diamantes e sim cheia de purpurina:

edward_sparkling-1

Na minha mente imaginava a pele dele brilhando como os diamantes da imagem acima e com uma leve transparência e faiscando que nem aquelas velas de bolo que nunca apaga.sparkle-candle.940x280.hq

 

7. O primeiro beijo deles não foi em cima de uma cama foi voltando da clareira/floresta ( achei apelativo demais).

8. No segundo beijo ela desmaiou (isso não aparece no filme).

Existem tantas coisas que não da pra um único post então vou parar aqui, sou fã dos livros da saga crepúsculo e não tenho vergonha de dizer, porém odeio os filmes. O filme deixou de lado detalhes que fazem bastante diferença.

Resultado da batalha: (de 0 à 10)

220px-Twilight_Poster

images (1)

 

 

                        X

 

 

 

 

Obs.: Todas as imagens usadas com exceção do título foram retiradas do Google Images.