Filmes

Filme de Domingo: Vampiros de John Carpenter

Título Original: Vampires

Lançamento: 1998

Diretor: John Carpenter

Gênero: Terror

Sinopse: Jack Crow, chefe de um grupo de caçadores de vampiros, contratados pelo Vaticano. Chegam ao Novo México para caçar o vampiro Valek, um vampiro que está vivo desde o século XIV.

Crow tem a ajuda para a missão de Montoya, e de uma prostituta chamada Katrina, que já foi mordida por Valek, além do padre Guiteau, que foi enviado pelo Vaticano para ajudar na caçada.

Crow consegue matar a maioria do grupo de Valek e este se vinga matando quase toda a equipe de Crow, que sobrevive, junto com Montoya e Katrina. Agora resta a Crow utilizar Katrina, que está conectada psíquicamente com Valek, para tentar matá-lo.

Trailer:

Opinião do Bananas: Dirigido por John Carpenter, famoso por seus filmes de terror e ficção científica e responsável pelos filmes que aterrorizaram minha infância, Vampiros é um clássico e está na minha opinião entre um dos melhores filmes sobre vampiros já produzidos.

Tem uma história nada complexa mas com bastante ação, palavrões, personagens de pavio curto, testosterona transbordando pelos poros, e efeitos especiais ruins. Mas faz com que o filme tenha caráter.

Há ainda duas “sequências” desse filme (que estão mais para: filmes criados inspirados para atrair uma audiência inexistente), o qual o de 2002 ainda segue as linhas do primeiro filme mas o de 2005 não tem nada haver, sendo um por nome de Vampiros – os mortos de 2002 estrelado pelo Jon Bon Jovi, dirigido por Tommy Lee Wallace e um dos produtores é o John Carpenter o outro filme derivado é Vampiros – a conversão de 2005 dirigido por Marty Weiss e não há nenhuma participação de John Carpenter.

Então, nunca imaginava que seria produto de um livro, mas é. Com inspirações no livro Vampire$ do autor John Steakley, de 1990 o qual creio que nunca foi publicado no Brasil.

Achei duas versões da capa do livro:

04 bananinhas

Seriados

Seriado #6- Blood Ties

BLOOD TIES

Status: Cancelada.

Gênero: Ficção Fantástica/ Ficção policial/ Vampiros

Temporadas: Total de 2 Temporadas

Lançamento: 2007

Duração: 40 min. aprox. (cada episódio)

Sinopse: Vicki (Christina Cox) é uma detetive que procura solucionar crimes sobrenaturais. Ela conta com a ajuda do detetive e seu ex-marido Mike Celluci (Dylan Neal) e com sua secretária que é especializada em casos de ocultismo, Coreen Fennel (Gina Holden). Até que Vicki conhece Henry Fitzroy (Kyle Schmid), um vampiro de 480 anos que passa a ajudá-la em seus casos.

Trailer:

 

Opinião do Bananas: Mais um seriado de vampiros, também com bom potencial. Porém péssimos, eu digo Horrendos efeitos visuais.

Gostaria que tivesse continuado e melhorado a qualidade dos efeitos, mas cancelaram na segunda temporada.

Baseado na serie de livros da autora Tanya Huff, uma saga de 5 livros mais um livro de contos (spin off), os quais em rápida pesquisa descobri que nunca foram publicados no Brasil.

São os livros: Blood Price (1991), Blood Trail (1992), Blood Lines (1992), Blood Pact (1993), Blood Debt (1997) e Blood Bank.

Todos com uma capa mais horrenda do que a outra, segue as capas:

Apesar de serem horríveis, tenho interesse em ler os livros.

Pesquisei ainda que todos os livros publicados dessa autora são sempre dentro do universo sobrenatural: vampiros, magia, fantasmas.

03 bananinhas. Os efeitos são horríveis mesmo.

Seriados

Seriado #5 Moonlight

MOONLIGHT

Status: Cancelada.

Gênero: Ficção Fantástica/ Ficção Policial/Vampiros

Temporadas: 1 Temporada

Lançamento: de 2007 à 2008

Duração: 40 min. aprox. (cada episódio)

Sinopse: Há mais de 50 anos, Mick St. John (Alex O’Loughlin) foi transformado em vampiro. Nos tempos atuais, ele vive em Los Angeles, e é um investigador, trabalhando em casos que geralmente envolvem os imortais. Ele usa seus poderes sobrenaturais para ajudar aqueles que precisam, o que acaba tornando mais difícil a tarefa de esconder sua identidade secreta. Em uma certa noite, um caso leva Mick até a repórter Beth Turner (Sophia Myles), uma humana por quem ele apaixona-se perdidamente. Mas, enquanto ele luta com seus sentimentos por Beth, conhece uma mulher enigmática muito parecida com sua ex-esposa, Coraline (Shannyn Sossamon).

Trailer:

Opinião do Bananas: Um pena que cancelaram apenas com uma temporada. Gostei dessa serie que manteve o máximo de elementos “reais” pra história. Um ponto que me surpreendeu foi a personalização dos vampiros, da forma como foram apresentados poderíamos até pensar que esses seres realmente existem em nosso meio, por serem descritos de forma tão “normal” pela forma de comportamento, uma das características é o enfraquecimento se expostos a luz solar, quase como se fosse uma insolação forte e acelerada. O que é verdadeiramente plausível dos criadores.

Claro, a serie foi cancelada por alguma razão e creio que um dos motivos tenha sido devido ao plot twist mal elaborado, sem foco e sem necessidade.

Também ganha pontos por atuação dos personagens principais e o romance que os envolve.

De qualquer forma vale a pena assistir.

03 bananinhas.. foi bom, mas não tão bom. 

 

Livros

Vampiros em Nova York: Os Primeiros Dias – Scott Westerfeld

Autor: Scott Westerfeld

Lançamento: 2008

Páginas : 334

Título Original: Peeps

Tradução: Rodrigo Chia

Gênero- Categoria:Romance Americano/Ficção- Vampiros/Parasitas

Editora: Galera Record

Sinopse: Há um ano, Cal Thompson não passava de um simples universitário — mais interessado em conhecer garotas e se divertir do que em frequentar as aulas de biologia. Agora, depois de uma noite com uma misteriosa mulher chamada Morgan, biologia tornou-se, literalmente, sua vida.

Cal foi infectado por um parasita que causa efeitos terríveis em seu hospedeiro. Mas ele se torna apenas um portador do vírus e seus efeitos mais devastadores não se manifestam. Quer dizer, ele ganha visão noturna, olfato aguçado, força e agilidade, mas fica livre de se tornar um predador. Esquecemos de mencionar essa parte? Sim, o vírus transforma seu hospedeiro em criaturas chamadas de peeps, mais conhecidos como vampiros.

O problema é que o vírus é sexualmente transmissível — isso mesmo, nada de mordidas — e está se espalhando rapidamente por Nova York. Por causa de sua imunidade, Cal passa a trabalhar para uma antiga organização de caçadores de vampiros e sua função é encontrar os peeps antes que eles achem novos parceiros… ou seriam vítimas? Como vocês preferirem.

Acima de tudo, ele quer encontrar Morgan e entender sua “herança genética”. Só não contava que, ao longo do caminho, iria se deparar com um mistério que atravessa gerações. E nem com um amor que precisará manter afastado…

Opinião do Bananas: Pra quem estava cansado de romances vampirescos água com açúcar, Os primeiros dias é a melhor mudança. Nessa ficção de Westerfeld, o vampirismo é uma forma de parasitismo passada por relações sexuais que faz com que os portadores fiquem excitados o tempo todo, sendo essa a forma que o parasita manifesta para se multiplicar.

A capa (muito bonita) tem um estilo de Graphic Novel, com desenhos que resumem bem a essência do livro.
A história é contada pelo personagem principal, Cal, que trabalha em uma agência de controle desse parasita, ele é estudante de Biologia e sempre entre os capítulo nos apresenta um tipo de parasita diferente, todos reais.

No geral a leitura é nem leve e dinâmica.

05 bananinhas, por que biologia + vampirismo…

Existe ainda um segundo livro intitulado Os últimos Dias que permanece com o mesmo universo do primeiro livro, porém os personagens são outros.

Segue Capa:

 

Livros

Garota Tempestade – Nicole Peeler

Garota Tempestade

Autora: Nicole Peeler

Titulo Original: Tempest Rising

Tradução: Ana Beatriz Manier

Lançamento: 2009

Páginas: 280

Gênero: Ficção Fantástica

Categoria: Fantasia/ Vampiros/ Monstros

Editora: Valentina

Sinopse: Mesmo tendo passado a vida inteira na pequena e conservadora cidade de Rockabill, Jane True, 26 anos, sempre soube que não se encaixava numa sociedade pretensamente normal. Durante um de seus clandestinos nados noturnos no mar congelante, desafiando um perigosíssimo redemoinho, uma descoberta terrível leva Jane a revelações surpreendentes sobre sua herança genética: ela é apenas meio-humana.

Agora, Jane precisa penetrar um mundo de mitos e lendas, povoado por criaturas sobrenaturais, aterrorizantes, belas e até mortais.

Nesse mundo onde há um goblin advogado, um espírito de árvore maquiador, um súcubo dona de boutique, elfos diabólicos, homens inflamáveis, seres híbridos que se transformam em animais selvagens, nada é presumível. Mas, atenção, nunca, nunca mesmo, esfregue a lâmpada do gênio.

Agora, em Rockabill, alguém está matando meio-humanos como Jane. Uma pergunta não quer calar: os assassinatos são fruto de uma mente doentia ou há um plano macabro para exterminá-los?

Book Trailer:

Opinião do Bananas: A capa (linda, diga-se de passagem) nos dá a impressão de literatura infanto-juvenil, porém, este é extremamente o oposto e não é recomendado para todas as idades (principalmente por descrições minuciosas sobre a vida sexual da personagem principal).

Este livro é o primeiro em uma série de 6 livros de acordo com o site da autora (vide: http://www.nicolepeeler.com/books/the-jane-true-series/).

Livro com a leitura rápida, pois é recheado de criaturas diferentes e situações inusitadas que deixam o leitor curioso.

Então, novos seres fantásticos, alguns antigos com um toque moderno, nada de triângulo amoroso, ou clichês demais, gostei bastante e fiquei curiosa por saber qual o papel de Jane True em tudo isso? Quais suas habilidades?

404 bananinhas 

 

Livros

A menina mais Fria de Coldtown – Holly Black

miniatura-a-menina-mais-fria-de-coldtown.jpg.170x230_q85_cropTítulo: A Menina mais fria de Coldtown

Autora: Holly Black

Título original: The coldest girl in Coldtown

Tradução: Ana Death Duarte

Lançamento: 2013

Páginas: 384

Gênero: Ficção Americana

Editora: Novo Conceito

Sinopse: No mundo de Tana existem cidades rodeadas por muros são as Coldtowns. Nelas, monstros que vivem no isolamento e seres humanos ocupam o mesmo espaço, em um decadente e sangrento embate entre predadores e presas. Depois que você ultrapassa os portões de uma Coldtown, nunca mais consegue sair.

Em uma manhã, depois de uma festa banal, Tana acorda rodeada por cadáveres. Os outros sobreviventes do massacre são o seu insuportavelmente doce ex-namorado que foi infectado e que, portanto, representa uma ameaça e um rapaz misterioso que carrega um segredo terrível. Atormentada e determinada, Tana entra em uma corrida contra o relógio para salvar o seu pequeno grupo com o único recurso que ela conhece: atravessando o coração perverso e luxuoso da própria Coldtown.

A Menina Mais Fria de Coldtown, da aclamada Holly Black, é uma história única sobre fúria e vingança, culpa e horror, amor e ódio.

Opinião do Bananas: Pelo que vimos na sinopse o livro é misterioso e meio dark, fora essa premissa outra coisa me levou a adquirir esse livro: A Capa. Vamos tirar uma minuto para apreciar a simplicidade azulada desta capa e as páginas são manchadas de “sangue” o que dá um ar ainda mais assustador.

Esse é o primeiro livro escrito pela Holly Black que eu li e minha primeira impressão é #JÁVIREIFÃ, ótima escrita, diálogos bem desenvolvidos e separados, a leitura é tão fácil e tão intensa que você se sente parte da história e dessa forma acabei lendo o livro mais rápido que o normal.

05

 

05 bananinhas